POLÉMICA SOBRE O TRATAMENTO DO COLESTEROL ELEVADO

Em 26/7/2015, a publicação, no jornal "Público" de um artigo de opinião do Dr. Manuel Pinto Coelho, intitulado "O Mito do Colesterol", deu origem a respostas, também sob a forma de artigos de opinião, da Sociedade Portuguesa de Cardiologia (Dr. Roberto Palma dos Reis, Coordenador do Grupo de Estudos de Risco Cardiovascular da SPC) e da Sociedade Portuguesa de Aterosclerose (Dr. Alberto Mello e Silva, Presidente da Sociedade Portuguesa de Aterosclerose), respostas essas em que é feita uma breve revisão das evidências científicas actuamente disponíveis sobre o tratamento do colesterol elevado (hipercolesterolemia).


A sequência de publicação dos referidos artigos de opinião foi a seguinte:


26/07/2015

Título do artigo: "O mito do colesterol"

Autor: Manuel Pinto Coelho (Médico, doutorado em Ciências da Educação e diplomado em medicina anti-envelhecimento).

Conceito fundamental: " Se o aumento da taxa de colesterol é um meio que o organismo encontra para se proteger, então baixar a sua taxa com medicamentos não parece boa ideia."

Para ler o artigo clique aqui.


02/08/2015

Título do artigo: "Doentes devem continuar terapêuticas do colesterol prescritas pelos médicos"

Autor: R. Palma Reis (MD, PhD, FESC, coordenador do GE Risco Cardiovascular da SPC).

Conceito fundamental: "A Sociedade Portuguesa de Cardiologia aconselha os doentes vasculares e/ou hipercolesterolémicos a continuarem as terapêuticas prescritas pelos médicos que os assistem."

Para ler o artigo clique aqui.


09/08/2015 - 05:10

Título do artigo: "Mito do Colesterol - O que já se sabe e o que ainda é incerto"

Autor: Alberto Mello e Silva (Presidente da Sociedade Portuguesa de Aterosclerose, Assistente Graduado Sénior de Medicina Interna, Professor Auxiliar Convidado de Medicina da Faculdade Ciências Médicas/Universidade Nova de Lisboa)

Conceito fundamental: "Há uma associação entre os níveis de colesterol e o risco de morte cardiovascular."

Para ler o artigo clique aqui.


Arquivo

© 2021 por Anamnesis. Todos os direitos reservados.